Marcelo Viana recebeu Prêmio CBMM de Ciência

Marcelo Viana recebeu Prêmio CBMM de Ciência

O diretor-geral do IMPA, Marcelo Viana, recebeu, nesta quarta-feira (21), no Museu do Amanhã, no Rio, o Prêmio CBMM de Ciência e Tecnologia. Especialista na área de Sistemas Dinâmicos, o matemático conquistou a honraria por suas contribuições à ciência, que elevaram o prestígio do Brasil no cenário mundial.

“Marcelo Viana tem uma participação importante na Olimpíada Brasileira de Matemática, mobilizando os jovens, mostrando a eles a beleza da Matemática. Isso é muito importante na ciência brasileira. Precisamos de jovens pesquisadores”, destacou Luiz Davidovich, presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e membro da comissão julgadora.

A cerimônia de entrega do prêmio, instituído pela Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), contará com palestra do vencedor do Nobel de Economia em 2018, Paul Romer. A premiaçãofoi criada para reconhecer o valor de pesquisadores que contribuem de forma significativa para o desenvolvimento do país e incentivar a produção da pesquisa científica e tecnológica de caráter inovador. É concedido em duas categorias: Ciência e Tecnologia. 

Em sua primeira edição, o prêmio recebeu 83 inscrições, vindas de todo o país, realizadas voluntariamente ou por indicação de personalidades renomadas nas áreas de Ciências Exatas e Engenharias. Cada agraciado receberá um troféu e R$ 500 mil. 

Além de Viana, a distinção será entregue ao biólogo João Batista Calixto. Professor-titular aposentado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ele venceu na categoria Tecnologia, destinada aos  que geraram impacto econômico, social e ambiental relevante para o país com aplicações práticas do conhecimento científico.

Em vídeo de divulgação da CBMM, no qual fala sobre o papel central da Matemática em sua vida, Viana usou uma frase do matemático e filósofo francês Henri Poincaré (1854-1912) para ilustrar a relevância da ciência para a sociedade: 

“A ciência é um pequeno relâmpago no meio da escuridão, mas esse relâmpago é a única coisa que importa. Já cometemos muitas besteiras por ignorar a ciência”, disse o matemático, que acredita que “todos nós nascemos com a obrigação de tornar o mundo um pouquinho melhor.”

Pesquisador titular do IMPA, Viana recebeu outras importantes premiações nacionais e internacionais por suas contribuições à ciência e à educação, como o Grande Prêmio Científico Louis D., do Institut de France, e Anísio Texeira da Educação Básica, ambos em 2016, e Ramanujan do Centro Internacional de Física Teórica (2005), além de ter recebido a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico (2000) e a Comenda da Ordem Nacional do Mérito Educacional (2018).

Membro das Academias de Ciências do Brasil, do Chile, de Portugal e do Mundo em Desenvolvimento (TWAS), o matemático foi membro do Conselho Deliberativo do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), vice-presidente da União Matemática Internacional (IMU) e presidente da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). Organizou o Congresso Internacional de Matemáticos (ICM 2018) e é colunista da Folha de S.Paulo.

Reprodução: IMPA