28 de janeiro de 2020

Sobre

Promovida desde 2002 pela Sociedade Brasileira de Matemática – SBM, a Bienal de Matemática é um dos eventos mais importantes de divulgação e disseminação do conhecimento matemático no Brasil. Consolidada no cenário nacional, a Bienal de Matemática ocorre em anos pares, e que a cada edição é organizado por uma Instituição de Ensino Superior distinta.

Alguns fatores tornam a edição deste ano bastante especial. Além dos 50 anos recém-completados pela SBM e do fato de que a Bienal de Matemática estará em sua décima edição, é a primeira vez que será sediada por uma instituição da região norte do Brasil, a Universidade Federal do Pará – UFPA, na cidade de Belém, capital famosa por suas ricas cultura e culinária.

A UFPA é a maior universidade federal do Brasil em quantidade de alunos, segundo a V Pesquisa Nacional de Perfil Socioeconômico e Cultural dos Graduandos das IFES divulgada pela ANDIFES e pelo FONAPRACE em 2018 e, ao longo dos anos, vem exercendo um importante papel de liderança acadêmica e científica na Amazônia brasileira, tendo contribuído inclusive para o surgimento de outras instituições federais de ensino na região, como UFOPA e UNIFESPA. É considerada uma universidade multicampi, cuja vocação para a interiorização surgiu como uma necessidade natural, dadas as dimensões territoriais do Estado do Pará, onde está localizada.

Neste cenário complexo, de grandes desafios socioeconômicos e geográficos, para o desenvolvimento da ciência no Norte do Brasil, a matemática tem historicamente exercido um papel de vanguarda na formação de recursos humanos e combate as assimetrias regionais. Esse compromisso de levar o conhecimento matemático às comunidades menos favorecidas é facilmente evidenciado pelo fato de que a UFPA foi a primeira universidade do Brasil a ofertar um curso de matemática na modalidade a distância. Além disso, também hospeda o primeiro e único curso de doutorado em matemática da região norte do Brasil, em associação com a Universidade Federal do Amazonas – UFAM. 

Apresentamos, a seguir, alguns números da matemática no Norte do Brasil.

Desde sua fundação, em 1954, o curso de matemática presencial da UFPA formou mais de 1000 alunos, entre bacharéis e licenciados. Já os cursos de matemática a distância e do PARFOR (Programa Nacional de Formação de Professores), também ofertados pela UFPA, formaram juntos cerca de 1500 licenciados, desde sua criação. Os mestrados em matemática da UFPA, Acadêmico e PROFMAT, formaram juntos aproximadamente 230 mestres, e o doutorado em matemática em ampla associação UFPA-UFAM formou 50 doutores, desde sua criação em 2010.

A realização da X Bienal na cidade de Belém do Pará será certamente um marco para divulgação do conhecimento matemático e um grande propulsor para o desenvolvimento de pesquisa e inovação em matemática no Norte do Brasil. Esperamos que este evento contribua efetivamente para:

  1. a promoção de intercambio científico e troca de conhecimentos entre pesquisadores e estudantes de diferentes estados do país.
  2. a visibilidade nacional dos cursos de Graduação (presencial e a distância), Mestrado (Acadêmico e PROFMAT) e Doutorado em Matemática existentes na região Norte do Brasil. 
  3. o fortalecimento e ampliação de redes de colaboração de pesquisa entre professores e alunos de Pós-graduação em matemática da região com demais pesquisadores que estão na vanguarda do conhecimento em suas respectivas especialidades. O público previsto para a X Bienal é de 1500 participantes inscritos e, para tanto, teremos como parceiras várias universidades federais do norte do Brasil, entre elas estão: UFAM, UFAC, UNIFAP, UFRR, UNIR e UFOPA.

O público previsto para a X Bienal é de 1500 participantes inscritos e, para tanto, teremos como parceiras várias universidades federais do norte do Brasil, entre elas estão: UFAM, UFAC, UNIFAP, UFRR, UNIR e UFOPA.