16 de outubro de 2018

Local do evento

1º Dia – 25 de fevereiro de 2019

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE – campus Juazeiro do Norte
Endereço: Av. Plácido Aderaldo Castelo, 1646 – Planalto – Juazeiro do Norte – CE

2º ao 4º Dia – 26 a 28 de fevereiro de 2019

Universidade Regional do Cariri – URCA, campus Crajubar
Endereço: Av. Leão Sampaio, 107 – Triângulo – Juazeiro do Norte – CE

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE – campus Juazeiro do Norte
Endereço: Av. Plácido Aderaldo Castelo, 1646 – Planalto – Juazeiro do Norte – CE

Região do Cariri

A Região Metropolitana do Cariri é o lugar onde abriga um dos maiores polos ecológicos do país. Sua culinária, música e religião oferecem uma visão fascinante sobre o passado desse território e de sua herança cultural. A região fica ao sul do Ceará e faz divisa com os Estados de Pernambuco, Piauí e Paraíba.

A sua maior extensão é composta por 29 municípios, e por causa da sua localização privilegiada, é caracterizada pela cultura, expressões artísticas e religiosas. Devido a fatores climáticos e turísticos, por exemplo, a Região Metropolitana do Cariri é formada pelas cidades centrais: Juazeiro do Norte, Barbalha e Crato, estes são municípios que a cada dia crescem em termos de população, economia, educação, setor imobiliário entre outros.

autora: Adelina Lima – disponível em: www.turismonocariri.com.br

A cidade de Juazeiro do Norte

A cidade do interior do Ceará mais importante da região em termos econômicos e a principal da América Latina em termos de religiosidade popular. Apesar da sua relevância nacional e internacional o nome “Juazeiro” é proveniente de uma árvore bastante comum na caatinga: o famoso “juazeiro ou pé de juá”, e a expressão “do Norte” é o diferencial das Juazeiros que existem no país.

É aos pés da estátua monumental do Padre Cícero, erguida na colina do Horto, que Juazeiro entrega-se a uma vasta área de quase 250.000 km², habitada por mais de 240 mil moradores. Juazeiro surgiu do desmembramento da cidade vizinha, Crato, durante o século XX, em função de uma manobra política do jovem Padre Cícero que resolveu se fixar como pároco do lugarejo. Enquanto ainda era um pedaço de terra pertencente ao Crato, Juazeiro chamava-se Tabuleiro Grande, caracterizado por um punhado de casas de taipa e uma capela dedicada à Nossa Senhora das Dores. O vilarejo era apenas um local de passagem que servia de ponto de apoio as pessoas que se dirigiam ao Crato. O que ocasionou a separação dos territórios foi o fato de que a vila estava num avançado estado de crescimento populacional e econômico, superando até mesmo a própria sede de Crato.

autora: Adelina Lima – disponível em: www.turismonocariri.com.br